Segundo pesquisa do IBGE, estado apresentou a 39ª taxa negativa consecutiva

[17:27, 12/4/2018] +55 64 9973-8236: Goiás é o estado brasileiro que apresentou maior queda no volume de vendas do comércio varejista em fevereiro deste ano. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PCM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (12).
[17:28, 12/4/2018] +55 64 9973-8236: Segundo a PCM, o recuo foi de 9,7% em comparação com fevereiro de 2017. Essa é a 39ª taxa negativa consecutiva.

O resultado aponta um caminho que vai na contramão do País, que teve um avanço de 1,3%, o 11º resultado positivo consecutivo, na mesma base de comparação. No ano, enquanto o varejo em Goiás acumulou uma redução de 9,4%, o Brasil avançou 2,3%.

Outro dado que vai na contramão da atual conjuntura é o crescimento das vendas em algumas atividades que compõem o comércio varejista no estado. São elas: móveis e eletrodomésticos (13,2%), equipamentos e materiais para escritório informática e comunicação (6,9%), artigos de uso pessoal e doméstico (6,2%) e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (1,2%).

Já a maior queda foi verificada no comércio varejista de Combustíveis e lubrificantes (-16,9%), seguida de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-15,6%).

A PCM produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do comércio varejista no País, investigando a receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, e cuja atividade principal é o comércio varejista

 

Fonte: O Popular

Responder